Octa Push feat. Lulas no “VHS da Semana”

"VHS da Semana"

Com passagem marcada para o proximo dia 28 de Julho para aterrar no palco do Festival Iminente em Inglaterra, Lulas, a mente por detras da Cachupa Psicadelica faz um “pit stop” no Feedback com a sua recente participacao no novo clip dos Octa Push. Banda formada em 2008 em Lisboa, esta dupla portuguesa com certeza chega pela primeira vez ao Feedback num clip com a participacao do nosso “compas” Lulas. Numa sonoridade que envolve Afrobeat, Techno e outras novas tendencias das pistas de danca “worldwide”, os Octa Push sao presenca frequente em diversos festivais e eventos um pouco por toda a Lusitania como o Optimus Alive, Boom Festival e pela Europa em apresentacoes pelo Glade Festival (Inglaterra), Amsterdam Dance Event (Holanda), entre tantos outros espacos de musica electronica no Velho Mundo. Sendo conhecidos pelas suas parcerias sonoras com nomes renomeados do cenario da musica ele(c)tronica portuguesa como os Buraka Som Sistema, Debruit, Jahcoozi, os Octa Push visitam o blog sem acentos com um “feat.” que alem dos “flows” de Lulas inclui tambem a participacao do hibrido Joao Gomes (Orelha Negra e dos Fogo Fogo).

Musica para elevar com Octa Push e Lulas no “VHS da Semana”

 

Depois de Lisboa, e a vez de Londres receber a Cachupa Psicadelica e o Scuru Fitchadu no Festival Iminente

"Feedback News"

Caras conhecidas do Feedback, Lulas e Marcus Veiga voltam a ganhar destaque no blog “d’terra” com a boa nova da sua participacao no proximo dia 29 de Julho no Festival Iminente a ser realizado em Inglaterra. Evento “Made in Pt” que conecta arte com musica, ou vice versa, e que teve a sua primeira edicao em 2016 com a participacao de emergentes artistas plasticos e bandas portuguesas como os Linda Martini e Dead Combo, o Festival Iminente solta as amarras e lanca-se rumo a internacionalizacao numa iniciativa pioneira pelo Reino Unido levando na bagagem uma longa lista de “jovas” artistas e musicos lusitanos a conquista deste que e, sem sombra de duvidas, uma das geandes vitrines da musica global contemporanea. Embalados pelas boas criticas que tem vindo a receber por parte da “press” alternativa portuguesa, a Cachupa Psicadelica de Lulas e o Funana “gressive” do Scuru Fitchadu preparam-se assim para dar o salto e encarar pela primeira vez os palcos da sempre cosmopolita (e ultimamente conturbada) capital inglesa.

Scuru Fitchadu e Cachupa Psicadelica dia 28/07 na terra dos Beatles, Sex Pistols e Rolling Stones

Julinho da Concertina em “Dose Dupla” no Feedback

"Dose Dupla"

Com o Funana “old school” andando ultimamente em alta pelos lados do blog pirata, Feedback continua seu periplo pelas raizes da musica criola com o (des)conhecido Julinho da Concertina. Tocador de gaita com algumas passagens por este singelo espaco dedicado ao melhor da musica “Made in CV” fora dos radares do CVMA, este musico cabo-verdiano radicado na conhecida “terra longi” volta a marcar presenca no Feedback com uma das faixas que compoem seu novo trabalho “Diabo Tocador” lancado em 2000 e 17. Conhecido em bailes populares e festas universitarias de norte a sul lusitano por levar o melhor do Funana minimalista aos palcos portugueses na companhia do fiel – e sempre “filingado” – escudeiro Toni Tavares, este seguidor das raizes “old school” do Funana traz entao para a sele(c)ta audiencia do Feedback o melhor do Funana feito na “terra longi”.

Os sons de Cabo Verde em “Dose Dupla” com Julinho da Concertina

Do Jazz para o Funana “old school” de Bitori Nha Bibinha no Feedback

Djodje

Historico tocador de gaita de Santiago que em Maio ultimo foi homenageado no glamoroso CVMA versao 2017, Bitori Nha Bibina e a sua gaita visitam o blog Feedback para contentamento da nossa audiencia apreciadora do melhor Funana “fincadu si”. Com uma carreira iniciada na epoca do Colonialismo quando o Funana era reprimido pelos “mandrongos” antes de ser perpetuado posteriormente pelos Bulimundo de Katchas, Bitori Nha Bibinha, aka Victor Tavares, so viria a ver seu trabalho (re)conhecido decadas depois com o lancamento em 1997 de “Bitori Nha Bibina” que anos mais tarde, mais precisamente em 2016, seria reeditado com o nome de “Legend of Funana” pela editora Analog Records (Alemanha). Mestre de um estilo que conta nas suas fileiras com outras grandes lendas como Sema Lopi ou Code di Dona, o longo percurso de Bitori Nha Bibinha na musica tradicional de Cabo Verde fica tambem marcado pela sua parceria com Chando Graciosa por entre muitos palcos europeus nos anos 90 que o ajudaram a cimentar seu nome como um dos maiores mestres do Funana. Famoso por temas como “Tchora Pobreza” ou “Bitori Nha Bibinha”, este musico sempre na “descontra” quando o assunto se trata de receber homenagens tardias, chega entao ao Feedback com o melhor do Funana “old school”.

Bitori Nha Bibinha, a lenda do Funana no blog sem acento(s)