…e por falar em Erick & The Double Jack dia 8 do 12 de 2017 no Aqua

"Feedback News"

Advertisements

O Blues sem Lightroom de Erick & The Double Jack de volta ao Feed(back)

"Feedback News"

Espaco nocturno que desde a sua inauguracao vem acolhendo alguns dos mais “jovas” artistas emergentes da capital cabo-verdiana, o Zero Point Art (ZPA) foi palco no passado mes de Outubro de mais uma marcante apresentacao da banda Erick & The Double Jack. Embaixadores do melhor Blues “Made in CV” de que ha memoria no pais que viu nascer Ildo Lobo, Code di Dona, Manuel de Novas e Zeca di Nha Reinalda, os Erick & The Double Jack prestigiaram os poucos (mas convictos) fas que marcaram presenca no ZPA com mais uma apresentacao de peso pelos lados da Achada Santo Antonio. Capitaneados por Erick Tavares, farmaceutico que nas horas vagas encarna o espirito do melhor Blues criolo, a banda mais promissora (e subestimada) da Praia, arredores e 10 belas ilhas chega ao Feedback em mais uma materia visual do editor (e a cada dia mais convicto fotografo pirata de plantao ) 24/7 do blog sem acentos. Numa autentica viajem pelo mundo do Blues e do Rock onde nao faltou Chuck Berry, Lenny Kravitz, BB King e Hendrix, Erick Tavares e seus comparsas deliciaram a sortuda plateia com um apresentacao para ficar na retina, nao faltando tambem no sele(c)to repertorio temas originais deste promissor trio electrico maravilha como as vibrantes Boa Viagem”, “Piskador d’adrenalina” “Ama(n)dia”.  

 

Musica criola contramao dia 17 de Novembro em Lisboa com a Cachupa Psicadelica e o Scuru Fitchadu

"Feedback News"
Com presenca regular nos palcos portugueses em 2017, a Cachupa Psicadelia de Lulas e o Scuru Fitchadu de Marcus Veiga voltam a carga no Feedback com a boa nova de um concerto conjunto em Lisboa no proximo dia 17 de Novembro. Percursor da chamada Morna Psicadelica que conquistou a sintonia alternativa lusitana com o album “O Ultimo Cabo-verdiano Triste” (2016), o bom Lulas tem marcado presenca assidua por palcos de norte a sul lusitano como digno representante da musica criola alternativa feita alem Cabo Verde. Outra desconhecido da sintonia criola que vem fazendo das suas em solo lusitano e despertando a atencao da midia especializada portuguesa – e do proprio jornal O Publico – pelo sua dita profanacao do Funana tem por nome Scuru Fitchadu, o projecto capitaneado por Marcus Veiga, filhos “di guentis di Burkan” que em 2017 trouxe a publico o acelerado (e pouco amigavel) album “Scuru Fitchadu”. Rostos de novas sonoridades que a par e passo tem conquistado a atencao dos amantes da musica contramao sem fronteiras, Lulas e Marcus Veiga preparam-se para presentear os fas com uma apresentacao carregado do melhor “indie” criolo – ou quase isso – neste dia 17 que se avizinha na sempre cosmopolita capital portuguesa.

Um roqueiro de Mindelo e um filho da Diaspora pelos lados do Cais do Sodre dia 17 de Novembro

Inspirado pela Inforpress, “VHS da Semana” regressa ao Feedback com Sara Tavares

"Feedback News"

Com a falta de inspiracao em alta pela redaccao do blog pirata e com o redactor 1/1 cada vez mais interessado em Master Chef, Anthony Bourdain e chocolates After Eight em detrimento da escrita contramao, Feedback, o blog “ralaxadu” volta por breves instantes a virtualidade com Sara Tavares. Com um novo Cd em maos intitulado “Fitxadu” a ser lancado ate finais de Outubro – assim diria a Agencia Cabo-verdiana de Noticias – a sempre jovial Sara Tavares encontra-se de regresso aos palcos com mais um aguardado trabalho que promete trazer boa musica aos inumeros fas desta artista luso-criola. Composto por 11 temas e tendo os prestimos de musicos como Nancy Vieira, Princezito, Kalaf entre outros, “Fitxadu” torna-se a quinta producao desta cantora que deu as caras no mundo da musica portuguesa em 1994 com o tema “Chamar a Musica” e uma vitoria no Festival RTP da Cancao que lhe abriu caminho para muitos albuns bem concebidos e reconhecimento como uma das mais promissoras vozes da musica Worldwide. Numa carreira marcada por muitos exitos e grandes batalhas pessoais, Sara Tavares e a sua bonita voz retornam ao Feedback para jubilo dos amantes da boa musica com ADN criolo feita alem fronteiras.

Sara Tavares diz-nos “Coisas Bunitas” no Feedback

Tibau Tavares e os seus “compas” Pupkulies & Rebecca dia 26 no Kebra Cabana

"Feedback News"

“Muzguero” da ilha do Maio que habitualmente visita o Feedback, Tibau Tavares volta marcar presenca no blog sem acentos com a boa nova da sua apresentacao no proximo dia 26 na capital cabo-verdiana no espaco Kebra Cabana. Com um Cd no mercado intitulado “7 Musicas” que tem sido bem acolhido pelos seus fas e seguidores nao so pelo Velho Mundo mas tambem por Cabo Verde. Radicado na Alemanha e tendo neste pais a sua plataforma para apresentacoes um pouco por toda a Europa, Tibau retorna a casa para participar do Festival Beach Rotxa no Maio e presentear os seus fas, e a ilha que o viu nascer, com o seu mais recente trabalho. E para abrilhantar esta passagem pelas 10 belas ilhas, Tibau ira contar com a companhia dos alemaes Pupkulies & Rebecca, banda com quem tem um Cd lancado e com o qual tem vindo a dividir diversos palcos pela Alemanha e paises vizinhos. Com um nome ja estabelecido no circuito musical da terra de Merkel e do espaco Schengen, Tibau e seus amigos Pupkulies & Rebecca irao aproveitar a estadia por Cabo Verde para tambem gravar alguns videos promocionais, curtir a calmaria de Djarmai e tambem brindar o publico da Praia com uma apresentacao marcada para este proximo dia 26 no sempre movimentado Kebra Cabana.

Boa musica na Praia Sta. Maria dia 26 na Kebra Cabana na companhia do bom Tibau e os alemaes Pupkulies & Rebecca

O video do Grito Rock Praia 2017 na tela do Feedback

"Feedback News"

Com a musica alternativa em voga pela capital “berdiana” com o Mes do Rock no Palacio da Cultura, Feedback continua pelo Plateau, mais precisamente pelos lados do Cafe Sofia para ir de encontro com o maior festival de Rock de Cabo Verde: falamos do ja famoso Grito Rock Praia (GRP). Evento realizado pela produtora alternativa CJ Artikul dos sempre articulados Cesar “Fodja” Freitas e Ricardo “Jojo” Teixeira, o GRP vem conquistando a cada edicao mais seguidores e visibilidade. Num autentico encontro da tribo alternativa “Made in CV”, o palco do GRP tem acolhido desde a sua 1a edicao conhecidas bandas do cenario alternativo criolo como Primitive, Lostway, Whispers of Doom, Erick & The Double Jack entre outros num evento que anualmente abre as suas portas para os excluidos dos grandes festivais realizados na Gamboa e congeneres. Acolhendo a cada edicao bandas vindas do exterior – nomeadamente do Brasil e Portugal – e contando a ano que passa com o envolvimento de outros artistas na sua programacao, este evento singular na sintonia musical (e cultural) criola continua a marcar diferenca pelo seu espirito DIY (Do It Yourself) e pela excelente organizacao e profissionalismo apresentado ano a ano pelos seus promotores (CJ Artikul). Em 2018 ha mais (e melhor) Grito Rock!!