Será que algum dia teremos o espírito do “peace & love” na política cabo-verdiana?

"Feedback News"

Parece-nos que não… Depois de um debate de boxe à luz de velas entre os dois maiores pugilistas partidários cabo-verdianos na TCV que tentaram mostrar a si eleitor do M.P.C.V o que o outro candidato oponente “mais menos fez” (a palavra é essa…) em cada um de seus 10 longos anos de mandato, Feedback e seu staff que acompanhou um dos debates “+ – a sério” já alguma vez realizados em nosso país parece ter a “certeza” que o espírito “peace & love” partidário parece estar a milhas de distância de nossos supostos “líderes”… Longe dos ideais da Política da Grécia antiga e dos grandes pensadores desta “nobre” arte (que é também subversiva…) que fizeram com que muitos de nós víssemos no tempo do Liceu e da Academia o Mundo segundo nobres perspectivas, “li pa town” parecemos continuar envoltos no mundo das rasteiras, calúnias e outras questões pouco convidativas para aquele interessado (e consciente) eleitor cabo-verdiano que não vê nos debates como o de ontem um duelo entre Benfica vs Porto na sua versão tambarina e ventoinha. Em um debate de não sei quantas horas, onde Cabo Verde foi em 3 ou 4 minutos realmente debatido (e não vendido ou comparado…) a ideia que se tem – pelo menos para nós leigos roqueiros acompanhantes das telenovelas partidárias – é que nossos “líderes” (aqueles que educadamente apontam o dedo “pa cumpanhér”) ainda têm que reformular pelo menos a sua “educada” forma de fazer Política em frentes das camaras televisivas…

Será que alguma vez o espírito do Peace & Love prevalecerá na Política cabo-verdiana e no seio do “tambarinado” e “ventoinado”?

Segundo dados não oficiais do 132 da Kapital… o corte de luz que se deu antes do início do debate entre Zema e Calu deveu-se a 2 indíviduos desconhecidos que entraram na ELECTRA e sabotaram por alguns minutos a luz pela Kapital. Ainda segundo informações não confirmadas pelo 132 estes dois indíviduos foram vistos usando duas t-shirts do M.P.C.V, o que leva a P.O.P a pensar que este acto terrorista energético foi levado a cabo pela facção mais extrema do partido “+ – a sério” da política nacional…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s